Wer verdient an unseren Schulden? [Quem ganha dinheiro com a nossa dívida?]

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
https://www.youtube.com/watch?v=l3hAbiftYq0
Assista a este documentário com legendas em alemão! As legendas alemãs não são geradas automaticamente! Trata-se de legenda em alemão verdadeira! Assistir a documentários alemães ‘e a melhor maneira para melhorar seu Hörverstehen!

Documentário alemão com legenda

Conteúdo em alemão

Kaufen auf Pump, wenn das Geld nicht da ist und immer mehr Schulden anhäufen – die Versuchung ist groß. Die Null-Prozent-Finanzierung für den neuen Super-Flat-TV zu Weihnachten? Kein Problem, den hol ich mir. Shoppen bei Amazon und Co. bis die Kreditkarte glüht? Gerne, man gönnt sich ja sonst nichts in diesen Zeiten. Den Dispo tief im Rotbereich, weil die Kurzarbeit wenig Geld, aber viel Zeit zum Geldausgeben mit sich bringt? Halb so schlimm, denn für läppische 4,9 Prozent schlagen sich die Online-Banken darum, meine Umschuldung zu organisieren.

Schöne neue Schulden-Welt. Doch wer soll das am Ende alles bezahlen? Denn die Kehrseite des billigen Geldes ist: Auf Deutschland rollt eine Schuldenwelle zu. Schon jetzt gelten 1,8 Millionen Menschen in NRW als überschuldet. Sie können ihre Rechnungen und Kredite nicht mehr regelmäßig bezahlen. Durch die Folgen der Corona-Krise wird diese Zahl weiter steigen.

Das Problem: Wer einmal in den Schulden steckt, hat es besonders schwer, da wieder herauszukommen. Und mit unseren Schulden lässt sich viel Geld verdienen.
Inkasso-Unternehmen, aber auch zahlreichen Banken, die vermeintlich Hilfe anbieten, stürzen Verbraucher oftmals noch tiefer in finanzielle Not.

Reporter Dieter Könnes trifft Menschen, die überschuldet sind und denen der Finanzkollaps droht. Er erfährt, wie sich Schulden auf das Leben und den Alltag auswirken. Seine
Recherchen zeigen aber auch, auf was man bei Krediten und Ratenkäufen achten sollte und von welchen Angeboten man lieber Abstand nimmt.

Conteúdo em português

Comprar a crédito quando o dinheiro não está lá e acumular mais e mais dívidas – a tentação é forte. Financiamento a zero por cento para a nova TV super plana para o Natal? Não há problema, vou buscá-lo. Compras na Amazon and Co. até o cartão de crédito brilhar? Adoraria, não se pode tratar de mais nada nestes tempos. A facilidade de saque a descoberto no vermelho porque o trabalho a curto prazo significa pouco dinheiro mas muito tempo para o gastar? Isso não é assim tão mau, porque para um miserável 4,9%, os bancos em linha estão a lutar para organizar a minha reestruturação da dívida. Admirável novo mundo da dívida. Mas quem vai pagar por tudo isto no final? Porque o lado negativo do dinheiro barato é que a Alemanha está a enfrentar uma onda de dívidas. Já 1,8 milhões de pessoas na Renânia do Norte-Vestefália são consideradas sobreendividadas. Já não podem pagar as suas contas e empréstimos regularmente. O problema é que, uma vez endividado, é particularmente difícil sair dele. As agências de cobrança, mas também numerosos bancos que supostamente oferecem ajuda, mergulham frequentemente os consumidores ainda mais profundamente na angústia financeira.Repórter Dieter Könnes encontra-se com pessoas que estão sobreendividadas e ameaçadas pelo colapso financeiro. Ele descobre como as dívidas afectam a vida e a vida quotidiana. A sua investigação também mostra o que se deve ter em atenção quando se contrai um empréstimo ou se faz uma compra a prestações, e quais as ofertas das quais se deve afastar.

Tradução automática do resumo feita por www.deepl.com! Se você encontrar um erro, escreva um comentário ou envie-me uma mensagem por WhatsApp ou um e-mail!

Johannes

Johannes

Escreva um comentário

Sumário

Cadastre-se no Newsletter

* obrigatório

Quando você estiver inscrito no Newsletter, você não vai perder nenhuma novidade!

Start a Conversation

Hi! Click one of our member below to chat on Whatsapp

Suporte técnico

Suporte técnico

Suporte técnico - mande uma mensagem!

online

Tempo limitado!

Todos os cursos com 25% de desconto!