Lieferdienste – Wer zahlt für unsere Bequemlichkeit? [Serviços de entrega – Quem paga pela nossa comodidade?]

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
https://www.youtube.com/watch?v=vnaKhi42CqU
Assista a este documentário com legendas em alemão! As legendas alemãs não são geradas automaticamente! Trata-se de legenda em alemão verdadeira! Assistir a documentários alemães ‘e a melhor maneira para melhorar seu Hörverstehen!

Documentário alemão com legenda

Conteúdo em alemão

Pizza, Burger oder Sushi von Lieferando und dann noch einen Kasten Bier dazu – natürlich vom Lieferdienst. Ist ja alles so irre praktisch. Und kostenlos dazu – sagt jedenfalls die Werbung auf den großen Plakatwänden. Noch nie haben Menschen so bequem und einfach Essen und Getränke bestellen können wie heute. Zu Hause vom Sofa oder unterwegs bei der Arbeit.

Aber ist das Ganze wirklich so einfach? Zahlen wir nicht vielleicht doch dafür, dass uns das Essen oder das Bier bequem in die vierte Etage geliefert wird? Sind die Preise wirklich vergleichbar mit denen im Laden?
Wer muss dafür eigentlich zahlen, dass wir es uns gemütlich machen? Ist es vielleicht doch der Fahrer, der sich abstrampeln muss? Oder auch der Wirt von nebenan, der nicht mehr so viel verdient wie vorher? Oder sind die Lieferdienste einfach nur Wohltäter?

Reporter Dieter Könnes trifft Leute, die für andere geschuftet haben und von ihren Erfahrungen berichten. Ist dieser Arbeitsmarkt wirklich so rosig für 400-Euro-Kräfte oder hat diese Branche ihre Schattenseiten? Und was ist die Alternative? Denn bequem wollen wir es ja alle haben.

Conteúdo em português

Pizza, hambúrgueres ou sushi de Lieferando e depois uma caixa de cerveja – do serviço de entrega, claro. É tudo tão incrivelmente conveniente. E gratuitamente – pelo menos é isso que diz a publicidade nos grandes outdoors. Nunca antes as pessoas puderam encomendar alimentos e bebidas de forma tão fácil e conveniente como hoje. Em casa a partir do sofá ou na estrada, no trabalho. Mas será tudo assim tão simples? Não estamos talvez a pagar para que a nossa comida ou cerveja seja convenientemente entregue no quarto andar, afinal? Os preços são realmente comparáveis com os da loja? Quem tem realmente de pagar por nós para nos tornarmos confortáveis? É talvez o condutor que tem de trabalhar arduamente? Ou o senhorio da porta ao lado que não ganha tanto como antes? Ou são os serviços de entrega simplesmente benfeitores?repórter Dieter Könnes encontra-se com pessoas que escravizaram para outros e relata as suas experiências. Este mercado de trabalho é realmente tão cor-de-rosa para 400 trabalhadores ou esta indústria tem os seus inconvenientes? E qual é a alternativa? Porque todos queremos estar confortáveis.

Tradução automática do resumo feita por www.deepl.com! Se você encontrar um erro, escreva um comentário ou envie-me uma mensagem por WhatsApp ou um e-mail!

Johannes

Johannes

Escreva um comentário

Sumário

Cadastre-se no Newsletter

* obrigatório

Quando você estiver inscrito no Newsletter, você não vai perder nenhuma novidade!

Start a Conversation

Hi! Click one of our member below to chat on Whatsapp

Suporte técnico

Suporte técnico

Suporte técnico - mande uma mensagem!

online

Tempo limitado!

Todos os cursos com 25% de desconto!