Koloniales Erbe und Raubkunst: Was tun? [Património colonial e arte pilhada: o que fazer?]

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
https://www.youtube.com/watch?v=HsAb3H6EP-Y
Assista a este documentário com legendas em alemão! As legendas alemãs não são geradas automaticamente! Trata-se de legenda em alemão verdadeira! Assistir a documentários alemães ‘e a melhor maneira para melhorar seu Hörverstehen!

Documentário alemão com legenda

Conteúdo em alemão

Was tun mit der Raubkunst aus kolonialen Zusammenhängen? Die umstrittenen wie kostbaren Benin-Bronzen sind dabei nur ein Beispiel. Sie sind auch in norddeutschen Museen zu finden. Seit Jahrzehnten wird um ihre Rückgabe gerungen. Die Museen haben lange verschwiegen, welche ihrer vielen Stücke blutige Beute aus Kolonien waren, aus Angst, etwas abgeben zu müssen. Doch das ändert sich jetzt. Es ist längst überfällig, denn das Zeitalter des Kolonialismus ist schon lange vorbei.

Conteúdo em português

O que fazer com a arte saqueada dos contextos coloniais? Os polémicos e preciosos bronzes beninenses são apenas um exemplo. Podem também ser encontrados em museus no norte da Alemanha. Durante décadas tem havido uma luta pelo seu regresso. Durante muito tempo, os museus mantiveram-se calados sobre quais das suas muitas peças eram pilhagens sangrentas das colónias, por medo de terem de dar alguma coisa. Mas isso está agora a mudar. Há muito que se devia, porque a era do colonialismo já se foi há muito.

Tradução automática do resumo feita por www.deepl.com! Se você encontrar um erro, escreva um comentário ou envie-me uma mensagem por WhatsApp ou um e-mail!

Johannes

Johannes

Escreva um comentário

Sumário

Cadastre-se no Newsletter

* obrigatório

Quando você estiver inscrito no Newsletter, você não vai perder nenhuma novidade!

Start a Conversation

Hi! Click one of our member below to chat on Whatsapp

Suporte técnico

Suporte técnico

Suporte técnico - mande uma mensagem!

online

Tempo limitado!

Todos os cursos com 25% de desconto!