Herr Schonert knackt jedes Schloss – Schlüsseldienst für alle Fälle [O Sr. Schonert quebra todas as fechaduras – serralheiro para todos os casos]

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Assista a este documentário com legendas em alemão! As legendas alemãs não são geradas automaticamente! Trata-se de legenda em alemão verdadeira! Assistir a documentários alemães ‘e a melhor maneira para melhorar seu Hörverstehen!

Documentário alemão com legenda

Conteúdo em alemão

Herr Schonert vom Schlüsseldienst aus Stuttgart bleibt ruhig, wenn andere aufgeregt sind. Er kriegt einfach alles auf – er ist eine Koryphäe, was das Öffnen von Tresoren und Türen angeht. Erfahrung, Fingerfertigkeit und seine Tasche – das hilft ihm als legalem Panzerknacker.
Diese “Palermo”-Tasche ist seine ständige Begleitung, voll mit selbstgebasteltem Werkzeug. Damit bekommt Schonert jedes Schloss auf, von Stuttgart bis Palermo, erklärt er mit Augenzwinkern. Deshalb schwören auf ihn nicht nur Privatleute, die sich ausgeschlossen haben, sondern auch Polizei, Feuerwehr, Zoll und Banken. “Neulich habe ich drei Tresore für den Zoll geöffnet. Da waren 150 Millionen Euro in Gold drin – 150 Millionen, da war selbst ich beeindruckt!”, erzählt Freimuth Schonert. Der 72-Jährige lernt in seinem Job als Schlüsseldienst auch das Leben kennen, mit lustigen und manchmal traurigen Geschichten. Zum Beispiel von einer Griechin, die sich mit dem Essen auf dem Herd ausschließt, einer jungen Wiederholungstäterin, die regelmäßig den Schlüsseldienst braucht, bis hin zu einem Leichenträger, dessen verstorbener Bruder ihm einen Tresor hinterlassen hat. Das schwäbische Original Schonert brachte sich als Junge das meiste selbst bei. Jetzt übergibt er den Betrieb an seinen Sohn und gibt seine Tricks an ihn weiter. Denn als seriöser Schlüsseldienst haben die Schonerts immer Konjunktur.

Conteúdo em português

O Sr. Schonert do serviço de serralharia em Estugarda permanece calmo quando os outros estão excitados. Ele simplesmente abre tudo – ele é uma luminária quando se trata de abrir cofres e portas. Experiência, destreza e a sua bolsa – que o ajuda como arrombador de cofres legal. Esta bolsa “Palermo” é a sua companheira constante, cheia de ferramentas feitas por ele próprio. Schonert pode abrir qualquer fechadura com ela, de Estugarda a Palermo, ele explica com um brilho no olho. É por isso que não só os particulares que se fecharam à chave juram por ele, mas também a polícia, bombeiros, alfândegas e bancos. “No outro dia abri três cofres-fortes para a alfândega. Havia ali 150 milhões de euros em ouro – 150 milhões, até eu fiquei impressionado!” diz Freimuth Schonert. O jovem de 72 anos também aprende sobre a vida no seu trabalho como serralheiro, com histórias engraçadas e por vezes tristes. Por exemplo, de uma mulher grega que se fecha com comida no fogão, um jovem delinquente reincidente que precisa regularmente do serralheiro, a um portador de corpos cujo irmão falecido lhe deixou um cofre. Um original suábio, Schonert ensinou a si próprio a maioria das coisas quando era rapaz. Agora está a entregar o negócio ao seu filho e a transmitir-lhe os seus truques. Porque, como serralheiro de renome, os Schonerts estão sempre em actividade.

Tradução automática do resumo feita por www.deepl.com! Se você encontrar um erro, escreva um comentário ou envie-me uma mensagem por WhatsApp ou um e-mail!

Johannes

Johannes

Escreva um comentário

Sumário

Cadastre-se no Newsletter

* obrigatório

Quando você estiver inscrito no Newsletter, você não vai perder nenhuma novidade!

Start a Conversation

Hi! Click one of our member below to chat on Whatsapp

Suporte técnico

Suporte técnico

Suporte técnico - mande uma mensagem!

online

Tempo limitado!

Todos os cursos com 25% de desconto!