Böhse Onkelz – mais famosa que Rammstein? E precisa ter medo de SKINHEADS na Alemanha?

Böhse Onkelz

500.000 ingressos em poucas horas

Se tem uma banda maior do que Rammstein na Alemanha, é a “böhse Onkelz”. Em 2015, foram vendidos cerca de 500.000 ingressos para 4 shows em poucas horas. Foi uma das primeiras bandas punk na Alemanha, depois tornou-se a primeira banda de skinhead alemã, distanciou-se logo depois desse ambiente e engajou-se desde então contra racismo e qualquer forma de discriminação, mas, mesmo assim, sempre foi uma banda muito controversa (provavelmente a mais controversa) na Alemanha. Fora da Alemanha, Áustria e Suíça, ainda não é muito conhecida, mas, pelo jeito, quer muda isso, senão não teria tocado na Argentina e no Brasil no ano passado. Hoje, vou apresentar a música “Prinz Valium” que é sobre o abuso de substâncias ilícitas e suas consequências horríveis. Fiquei bem feliz que a banda me deu a permissão de usar suas músicas nos meus vídeos. Além disso, vou falar sobre skinheads na Alemanha. Vários alunos particulares já me perguntaram se skinheads representam um perigo quando se encontra na rua. A explicação vai te surpreender.

Assista ao vídeo para escutar a música e entender as minhas anotações

DeutschPortugiesisch
Drogen sind mein Leben – 
vergiften Herz und Seele.
Krankes Kind, krankes Kind,
die Hölle ist da, wo ich bin.
Es frisst mich auf, 
mir bleibt nicht viel Zeit.
Es frisst mich auf, frisst mich auf
bei lebendigem Leib


Ich bin da und bin es nicht,
ich verliere mein Gesicht,
ich bringe mich langsam um,
ich bin Prinz Valium,
ich bin Prinz Valium.


Ich frittiere mein Gehirn,
ich will mich verlieren,
fröhlich aufgestreut – 
ein Fall für Sigmund Freud.



Nichts mehr zu geben,
die letzte Kurve nehmen 
oder muss ich wählen: verrecken oder leben

Ich bin da und bin es nicht,
ich verliere mein Gesicht,
ich lebe im Delirium,
ich bin Prinz Valium,
ich bin Prinz Valium.

Ich war ganz unten und ganz oben,
hab mich selbst belogen,
die Ausfahrt verpasst,
mich aus der Kotze gezogen.



Wer den Hals nicht voll genug kriegt,
kann leicht ersticken.
Ich will mich selbst nicht retten,
ich will mich ficken.


Ich bin da und bin es nicht,
ich verliere mein Gesicht,
ich bringe mich langsam um,
ich bin Prinz Valium,
ich bin Prinz Valium.

Nichts mehr zu geben,
die allerletzte Kurve nehmen.
Ich bin da und bin es nicht,
ich verliere mein Gesicht,
ich lebe im Delirium,
ich bin Prinz Valium,
ich bin Prinz Valium.
Drogas são minha vida – 
envenenam coração e alma.
Criança doente, criança doente,
o inferno é/está onde eu estou.
Está me consumindo/devorando.
Não resta muito tempo para mim,
Está me consumindo/devorando vivo.



Eu estou aqui [claro na cabeça] e não estou,
Estou perdendo o meu rosto [minha pessonalidade],
Estou me matando lentamente,
Eu sou o príncipe Valium,
Eu sou o príncipe Valium.


Estou fritando meu cérebro
Eu quero me perder,
alegria empilhada – 
um caso para Sigmund Freud.


Não há mais nada a dar,
dar a última volta 
ou devo escolher: morrer ou viver

Eu estou aqui [claro na cabeça] e não estou,
Estou perdendo o rosto [minha pessonalidade],
Eu vivo em delírio,
Eu sou o príncipe Valium,
Eu sou o príncipe Valium.


Estava bem embaixo e muito em cima,
menti para mim mesmo
perdi a saída,
tirei me mesmo do vômito [da merda/do lixo].


Quem não ficar com a garganta cheia o suficiente, [quem nunca está satisfeito]
pode engasgar facilmente.
Não quero me salvar,
quero me foder.

Eu estou aqui [claro na cabeça] e não estou,
Estou perdendo o rosto [minha pessonalidade],
Estou me matando lentamente,
Eu sou o príncipe Valium,
Eu sou o príncipe Valium.


Não há mais nada a dar,
dar a última volta.






Artigos relacionados

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Start a Conversation

Hi! Click one of our member below to chat on Whatsapp

Suporte técnico

Suporte técnico

Suporte técnico - mande uma mensagem!

online

Tempo limitado!

Todos os cursos com 25% de desconto!