7 Tage… Pflege zu Hause [7 dias… Cuidados em casa]

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
https://www.youtube.com/watch?v=lpFNJdvptMY
Assista a este documentário com legendas em alemão! As legendas alemãs não são geradas automaticamente! Trata-se de legenda em alemão verdadeira! Assistir a documentários alemães ‘e a melhor maneira para melhorar seu Hörverstehen!

Documentário alemão com legenda

Conteúdo em alemão

(Achtung – kurze Sequenzen von Wundbehandlung in der Doku können verstörend wirken)
Sie sind Corona-Held*innen und systemrelevant: Menschen in Pflegeberufen waren schon immer unentbehrlich für die Gesellschaft, aber erst während der Corona-Krise wird das den meisten richtig bewusst. Die Anerkennung für den Beruf scheint zu wachsen, es wird an Fenstern geklatscht und über eine Prämie diskutiert. Aber wie sieht der Alltag von Pflegekräften wirklich aus? Warum ist ihr Job in der Krise noch schwerer geworden? Was bedeutet Pflege für die Patient*innen, wenn jeder aus Infektionsschutz auf Abstand geht?
Tamara Hinterkircher leitet in Bad Kreuznach einen ambulanten Pflegedienst. Ihre Patienten sind auf die tägliche Hilfe angewiesen: Insulin spritzen, Verbandwechsel, Medikamente geben – ohne den mobilen Pflegedienst müssten viele ins Heim. Für “7 Tage” ist SWR Reporterin Anja Reumschüssel in das kleine Pflegeteam aufgenommen. Sie ist gelernte Rettungssanitäterin und darf leichte Tätigkeiten übernehmen. Auf den Touren durch die Stadt will sie herausfinden, wie das gehen soll: Pflege auf Distanz. Und sie merkt sehr schnell, warum das Applaudieren am Fenster oder eine Einmalprämie die Pflegekräfte eher frustriert.

Conteúdo em português

(Aviso – breves sequências de tratamento de feridas no documentário podem ser perturbadoras) São heróis da Corona e sistemicamente relevantes: As pessoas nas profissões de cuidados sempre foram indispensáveis à sociedade, mas só durante a crise da Corona é que a maioria das pessoas se apercebe realmente disso. O reconhecimento da profissão parece estar a crescer, as pessoas estão a aplaudir às janelas e a discutir um bónus. Mas como é realmente a vida quotidiana dos prestadores de cuidados? Porque é que o seu trabalho se tornou ainda mais difícil durante a crise? O que significa a enfermagem para os pacientes quando todos se mantêm à distância para se protegerem da infecção? Tamara Hinterkircher dirige um serviço de enfermagem ambulatorial em Bad Kreuznach. Os seus pacientes estão dependentes da sua ajuda diária: Injectar insulina, trocar ligaduras, dar medicamentos – sem o serviço de enfermagem móvel, muitos teriam de ir para um lar. Durante “7 Dias”, a repórter do SWR Anja Reumschüssel juntou-se à pequena equipa de enfermagem. É uma paramédica treinada e está autorizada a assumir tarefas leves. Nos seus passeios pela cidade, ela quer saber como é que isto deve funcionar: Cuidados à distância. E ela rapidamente percebe porque aplaudir à janela ou um bónus único tende a frustrar o pessoal de enfermagem.

Tradução automática do resumo feita por www.deepl.com! Se você encontrar um erro, escreva um comentário ou envie-me uma mensagem por WhatsApp ou um e-mail!

Johannes

Johannes

Escreva um comentário

Sumário

Cadastre-se no Newsletter

* obrigatório

Quando você estiver inscrito no Newsletter, você não vai perder nenhuma novidade!

Start a Conversation

Hi! Click one of our member below to chat on Whatsapp

Suporte técnico

Suporte técnico

Suporte técnico - mande uma mensagem!

online

Tempo limitado!

Todos os cursos com 25% de desconto!